Português | English

 

. . . . . . . . . . . . . .. . . ............. ..................................... EXHIBITION ..... . . . . . . . . . . . . . . ........ . . . . .............................



.............................................................................................................................................................................................


corpoIMAGEM
Representações do Corpo na Ciência e na Arte

Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva

Terça a sexta, das 10h00 às 18h00
Fim-de-semana e feriados, das 11h00 às 19h00


Inauguração
Sábado, 12 de Fevereiro, 17h00



Esta é uma exposição sobre imagens do corpo. Nela podem ver-se representações científicas e artísticas do corpo desde o século XIX até à actualidade. Por exemplo, corpos nus desenhados na simplicidade e naturalidade da sua superfície por Columbano ou Soares dos Reis, corpos complexos e fragmentados que Amadeo de Souza-Cardoso ou Sérgio Pombo nos dão a ver. Do lado da ciência, esqueletos do homem e da mulher tal como eram representados nos tratados anatómicos do século XIX, ou proteínas que hoje a ciência assegura constituírem esse outro “esqueleto” das células humanas que é o citosqueleto.

Esta exposição organiza-se em três momentos fundamentais que acompanham as transformações técnicas e tecnológicas mais decisivas e o seu impacto na produção de imagens do corpo, pela ciência e pelas artes plásticas. O primeiro momento é marcado pelo desenho; o segundo, pela fotografia e raio X; o terceiro, pela digitalização. No primeiro, o anatomista, mas também o artista, têm unicamente ao seu dispor esse virtuoso instrumento de observação, descrição e representação que é o carvão ou o lápis. No segundo, a câmara fotográfica e o aparelho de raio X captam imagens de natureza analógica que vão ter um efeito incalculável sobre o conhecimento médico e sobre a representação pictórica do corpo. No terceiro momento, a imagem do corpo não é captada mas produzida, originada computacionalmente a partir de dados numéricos que as diversas tecnologias recolhem. Cientistas e artistas saberão retirar destas transformações as devidas consequências.


Documentos

Roteiro da exposição
Postal

.............................................................................................................................................................................................

COORDENAÇÃO

Catarina Pombo Nabais
Cristina Azevedo Tavares
Manuel Valente Alves
Marco Pina
Olga Pombo
Pedro Bidarra Silva
Ricardo Reis dos Santos
Silvia Di Marco

.............................................................................................................................................................................................

ORGANIZAÇÃO

Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva
Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa
Projecto FCT «A Imagem na Ciência e na Arte»

.............................................................................................................................................................................................


APOIOS

Com o alto patrocínio de Sua Excelência, o Presidente da República

Reitoria da Universidade de Lisboa
Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa
Fundação Calouste Gulbenkian - Serviço de Saúde e Desenvolvimento Humano
Câmara Municipal de Lisboa

.............................................................................................................................................................................................

PROVENIÊNCIA DAS IMAGENS

Associação Viver a Ciência
Biblioteca Central da FMUL
Casa Museu Egas Moniz
Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian
Centro de Medicina Fetal Fetus Vitae
Centro Médico Cemeare
Codex - Design e Relações Públicas
Faculdade de Belas Artes da UL
Faculdade de Ciências da UL
Instituto de Histologia e Biologia do Desenvolvimento da FMUL
Instituto de Investigação Científica Bento da Rocha Cabral
Instituto de Medicina Molecular da FMUL
Museu Berardo
Museu de Ciência de Coimbra
Museu do Chiado
Museu de Medicina da FMUL
Museu Nacional Soares dos Reis
Ressonância Magnética de Caselas
Siemens S.A. (todos os direitos reservados)
Sociedade Nacional de Belas Artes


Agradecemos a todos os artistas e cientistas que nos disponibilizaram as suas imagens, sem as quais esta exposição não teria qualquer sentido.

.............................................................................................................................................................................................

COLABORAÇÃO

Alberto Faria
André Silva
António Alves de Matos
António Cidadão
António Vaz Carneiro
Bruno Silva-Santos
Daniela Seixas
Eduardo Ducla-Soares
Estela Jardim
Emília Calado Clamote
Helena Cabeleira
Isabel Carlos
Joana Barros
Jorge Cannas Simões
José Rino
Luísa Arruda
Luísa Silva
Maria Leonor Saúde
Marina Vale
Mário Forjaz Secca
Nina Szielasko
Patrícia Almeida-Carvalho
Pedro Casaleiro
Rosa Maria Rodrigues

.............................................................................................................................................................................................

IMAGEM GLOBAL - PRODUÇÃO E MONTAGEM

Formiga Luminosa Construtora de Imagem

.............................................................................................................................................................................................


VÍDEO

Concepção e motion design Formiga Luminosa Construtora de Imagem
Música original e sound design Miguel Guia
Edição de vídeo Nuno Henriques e Tiago Mineiro
Mistura Som de Lisboa




Esta exposição integra-se nas Comemorações do
Centenário da Universidade de Lisboa, da Faculdade de Ciências e da Faculdade de Medicina

 

 

© 2008-2011 A Imagem na Ciência e na Arte · Todos os direitos reservados